20 de setembro de 2013

Candidatura Online ao Banco de Portugal


Candidatura electrónica / Candidatura Espontânea ao Banco de Portugal.
Para fazer parte da bolsa de candidaturas do Banco de Portugal, deve preencher a Ficha de Candidatura Electrónica.

O Banco de Portugal dará preferência ao tratamento de candidaturas com habilitações mínimas ao nível da Licenciatura, com classificação não inferior a 14 valores, condição igualmente aplicável à parte escolar de Mestrado Integrado nas áreas de Gestão, Economia, Finanças, Contabilidade, Auditoria, Direito, Informática, Engenharia, Estatística e Matemática.

O Banco de Portugal só fará qualquer contacto caso venha a existir vaga que se ajuste ao perfil académico e profissional dos candidatos.

As candidaturas recebidas terão a validade de 2 anos e não serão consideradas nos concursos externos.

Em caso de dificuldade de preenchimento/envio da Ficha de Candidatura Electrónica, por favor contacte a gestão do sistema pelo telefone 21 31 30 500, disponível nos dias úteis, entre as 8:30H e 16:30H

O Banco de Portugal assegura a confidencialidade e o sigilo da informação recebida, garantindo a manutenção de elevados níveis de segurança no seu site e o tratamento dos dados facultados, quer pessoais quer profissionais, dentro da máxima confidencialidade

Contactos por localização
Lisboa - Sede
Horário de Atendimento: 8h30m às 15h00m (dias úteis)
Morada: R. do Comércio, 148 (1100-150 Lisboa)
Endereço electrónico: info@bportugal.pt
Serviços ao público: Tesouraria (acesso pela R. do Ouro, 27)

Missão e funções do Banco de Portugal

Política monetária
O objetivo primordial do Eurosistema, de que o Banco de Portugal faz parte, é a manutenção da estabilidade de preços, ou seja, a manutenção do poder de compra da moeda. Este objetivo está estipulado no Tratado que instituiu a Comunidade Europeia. O Governador do Banco de Portugal exerce as funções de membro do Conselho e do Conselho geral do Banco Central Europeu.

Gestão de activos e reservas
Cabe ao Banco de Portugal a gestão das disponibilidades externas do País ou de outras que lhe estejam cometidas, exercida em duas vertentes principais: a gestão dos activos de investimento próprios e outros; a gestão das reservas cambiais do Banco Central Europeu (BCE).

Fiscalização dos mercados monetário e cambial
Também no âmbito da sua participação no SEBC, compete ao Banco a orientação e fiscalização dos mercados monetário e cambial.

Supervisão prudencial e comportamental
Compete especialmente ao Banco de Portugal "velar pela estabilidade do sistema financeiro nacional, assegurando, com essa finalidade, designadamente, a função de refinanciador de última instância". Assim, o Banco exerce a supervisão prudencial das instituições de crédito, das sociedades financeiras e das instituições de pagamento. O Governador do Banco de Portugal preside ao Conselho Nacional de Supervisores Financeiros, entidade que integra o Banco de Portugal, a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários e o Instituto de Seguros de Portugal.

O Banco de Portugal exerce também a supervisão da actuação das instituições na relação com os seus clientes – supervisão comportamental. Neste âmbito, o Banco de Portugal intervém no domínio da oferta de produtos e serviços financeiros – para que as instituições actuem com diligência, neutralidade, lealdade, discrição e respeito no relacionamento com os clientes – e também ao nível da procura de produtos e serviços – estimulando e difundindo informação junto dos clientes bancários, promovendo uma avaliação cuidada dos compromissos que estes assumem e dos riscos que tomam.
Uma iniciativa importante do Banco neste domínio foi a criação do Portal do Cliente Bancário – que permite, entre outras funcionalidades, a apresentação de reclamações sobre as instituições supervisionadas ou de pedidos de localização de activos financeiros em caso de morte dos respectivos titulares.

Regulação dos sistemas de pagamentos
Em articulação com a função de emissão, compete ao Banco de Portugal regular, fiscalizar e promover o bom funcionamento dos sistemas de pagamentos, designadamente no âmbito da sua participação no SEBC.

Emissão de moeda
O Banco de Portugal emite notas de euro com curso legal e poder liberatório e põe em circulação as moedas metálicas, incluindo as comemorativas, embora o Banco Central Europeu detenha o direito exclusivo de autorizar a sua emissão. No Complexo do Carregado, o Banco concentra as instalações fabris necessárias, entre outros aspectos, ao acabamento e à produção de notas, e um centro de distribuição de notas e de moedas metálicas que satisfaz as necessidades do sistema bancário.

Recolha e elaboração de estatísticas
O Banco de Portugal é também responsável pela recolha e elaboração das estatísticas monetárias, financeiras, cambiais e da balança de pagamentos, designadamente no âmbito da sua colaboração com o BCE, publicadas no Boletim Estatístico acessíveis através da base de dados conhecida por BPStat – Estatísticas on line.

Produção de estudos e análises económicos
O Banco de Portugal produz estudos e análises da economia portuguesa, da economia da área do euro e do seu enquadramento internacional e dos mercados e sistemas financeiros. Neste âmbito, publica o Relatório Anual, o Relatório de Estabilidade Financeira, o Boletim Económico e os Indicadores de Conjuntura.

Actividade internacional
Reflectindo a natureza internacional da sua actividade, o Banco de Portugal desenvolve intensa actividade de cooperação, principalmente com os bancos centrais dos países de língua portuguesa, e participa nos trabalhos de um grande número de organismos internacionais, assegurando a representação do Estado português junto de alguns deles.

Relações com o Estado
Compete ao Banco de Portugal agir como intermediário das relações monetárias internacionais do Estado, bem como aconselhar o Governo nos domínios económico e financeiro.

Veja também:

Consulte as Oportunidades de Emprego

Consulte e Candidate-se a Vagas online de Empregadores

Consulte a Bolsa de Voluntariado

Veja o CV Digital Modelo e peça o Seu





0 comentários :

Enviar um comentário

Partilha